logo IMeN

A alimentação na escola e a formação de hábitos alimentares saudáveis

Dr. Daniel Magnoni
Cardiologista e Nutrólogo
Pres. Da Soc. Brasileira de Nutrição Clinica

Silvia Cristina Ramos
Nutricionista Clínica - IMeN
Pediatria e Gestação

A escola desempenha papel fundamental na formação dos hábitos de vida e da personalidade da criança, sendo que ocupa praticamente um terço da vida ativa do escolar. As escolas devem oferecer alimentação equilibrada e orientar seus alunos para a prática de bons hábitos de vida. As conseqüências principais da alimentação inadequada no período escolar podem ser caracterizadas como alterações do aprendizado e da atenção, carências nutricionais específicas ou decorrentes do excesso de alimentos (sobrepeso e obesidade).
No tocante a obesidade, a preocupação atual dos profissionais de nutrição, médicos e nutricionistas, direciona-se sobre a necessidade de implantação de "momentos"de educação nutricional nas escolas. Com essa ação poderíamos combater a epidemia de obesidade infantil que esta vigorando no mundo e no Brasil
O lanche é fundamental do ponto de vista nutricional. As crianças em idade escolar, no qual há um desenvolvimento de atividades físicas (brincadeiras, pular, correr) e intelectuais (capacidade de concentração, familiarização com letras e números), não devem permanecer longos períodos em jejum.
A criança adequadamente nutrida pode apreender melhor os conhecimentos de informação e possui melhor capacidade de discernimento e interação pedagógica

Como preparar um lanche saudável e equilibrado?
líquido para repor as perdas hídricas ocorridas durante as atividades físicas e as perdas normais( sudorese, diurese...)
Devem ser acondicionados em garrafas térmicas de lancheiras. Podem ser sucos, chás, água de coco engarrafados ou em embalagem tetra-pack. Os refrigerantes devem ser evitados.

Frutas:
Por serem ricas em vitaminas, sais minerais e fibras, auxiliam em diferentes funções orgânicas e no funcionamento intestinal. As mais práticas são as que podem ser consumidas com casca ou cuja casca pode ser retirada com facilidade (maçã, banana, pêra, mexerica, uva)

Fonte de carboidratos:
Sua principal função é fornecer energia. Pães (integral, fôrma, sírio, broa, etc...), bolachas, bolos são opções nutritivas e variadas. Cuidado com a quantidade, pois fazem apenas parte do lanche.

Fonte de proteínas:
Estas são responsáveis pela construção e manutenção dos tecidos do corpo, além de estarem ligadas ao bom funcionamento do sistema imunológico. Ofereça proteínas lácteas (queijos, requeijões), iogurtes, frios e defumados.

Devemos enfaticamente evitar refrigerantes e salgadinhos ("isopor foods""), alem de não possuírem valor nutricional, propiciam obesidade e distúrbios metabólicos ( alterações em níveis de colesterol, triglicérides e glicemia)

O horário de lanche da escola, o tipo e quantidade de alimentos devem ser selecionados cuidadosamente para não prejudicar as refeições principais. Os cardápios devem ser além de nutritivos atraentes, variados, coloridos e sempre que possível conter alimentos de preferência da criança. O ideal é equilibrar a alimentação ao longo do dia, por exemplo se no desjejum a criança ingeriu apenas leite com cereais, observa-se a falta de alimentos do grupo das vitaminas e minerais. O recomendado neste caso é oferecer o no lanche da manhã uma fruta ou suco, que represente este grupo alimentar.

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • administracao@nutricaoclinica.com.br